Seguidores

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Turismo: pesquisa aponta que 42% dos entrevistados viajam pelo menos uma vez por ano

Com a participação de cerca de sete mil pessoas, foi encerrada na última sexta-feira, a segunda edição do Indústria de Talentos, evento promovido pelo Sistema Indústria do Maranhão, formado pelo Serviço Social da Indústria (Sesi), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Instituto Euvaldo Lodi (IEL) e a própria Fiema. Foram três dias e cinco ações de educação e inovação, todas voltadas ao incentivo a qualificação de mão de obra local, de acordo com as necessidades das indústrias maranhenses, e ao estímulo de novas tecnologias no estado. No total, 205 competidores e avaliadores participaram das competições. Os alunos vencedores da etapa estadual da Olimpíada do Conhecimento do Senai e da mostra Inova Senai, representarão o Maranhão nas etapas nacionais dessas competições, que acontecem em Belo Horizonte, Minas Gerais, em setembro de 2014.
.........

A agência de viagens online do clickOn realizou levantamento com mais de mil pessoas para identificar quais as principais motivações para viajar. A pesquisa concluiu que conhecer um novo local faz parte da cultura do brasileiro, que separa uma parte do orçamento para viajar, anualmente. Segundo o levantamento, para 78% dos entrevistados o valor médio destinado à compra de pacotes é de até R$ 3 mil. Além disso, os brasileiros costumam viajar com frequência. 42% deles afirmaram sair a lazer pelo menos uma vez por ano, 25% duas vezes e 21% três vezes ou mais.
.........

Foram realizados, em todo o país, 181 pedidos de falência em outubro, conforme revela o Indicador Serasa Experian de Falências e Recuperações. Em setembro último foram 156 requerimentos. Dos 181 de outubro, 94 foram feitos por micro e pequenas empresas, 39 por médias e 48 por grandes. De acordo com os economistas da Serasa, a continuidade da elevação das taxas de juros tem aumentado o custo financeiro das empresas, colocando-as em maiores dificuldades, em um ambiente de baixo crescimento econômico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário